20 de novembro de 2009

O que se passa com a "Bombom"?





O que se passa com Adriana Bombom para estar se revelando de uma forma tão diferente do seu modo habitual de ser? Sempre tive a melhor das impressões da linda morena, ao longo dos anos em que esteve casada com Dudu Nobre, jamais demonstrando qualquer pendor para a leviandade ou para a apelação como meios de se fazer notada. O que eu via era uma esposa muito cúmplice do marido e uma mãe cuidadosa e dedicada às duas filhas.

Antes de entrar do reality, a bela morena fez um ensaio fotográfico discretíssimo, tal como era habitual fazer, vestida de vermelho, em poses sensuais muito bonitas, como podem ser apreciadas aqui.




De repente, deparo-me com uma outra Adriana dentro do reality A Fazenda, assumindo um comportamento pueril de adolescente imatura, solta em uma colônia de férias, longe dos olhos vigilantes dos pais, em nada condizente com a sua idade, com sua condição de mãe de duas pré-adolescentes, de mulher recém-separada e de artista com uma boa e respeitada imagem a zelar.

Espanta-me e, ao mesmo tempo, enche-me de dó, vê-la fazendo de tudo para aparecer, para chamar a atenção da mídia, lançando mão da exposição de partes do seu corpo, de forma nunca vista em um reality brasileiro, sem a menor preocupação com a repercussão negativa que tal atitude venha a ter junto às filhas e à família, ou com eventuais danos para a sua imagem. E mais, apenas ela, a mais velha dentre as mulheres do programa, estava agindo dessa forma.


Em apenas cinco dias na fazenda, Adriana já protagonizou três strip tease sem dar sinal de preocupação com o inusitado fato. Ela inaugurou o nu frontal ao deixar abria a toalha que tinha enrolada ao corpo, quando foi vestir a micro calcinha fio dental, mesmo sabendo que há câmeras filmando nos quatro cantos do quarto. Por que não se protegeu sob o edredom, como fazem todas as mulheres e homens do reality? Claro que a intenção era mesmo mostrar a “perseguida” em rede nacional.



No dia seguinte, sem a parte de cima do micro biquei fio dental, ficou correndo na área da piscina, segurando os peitões siliconados com as duas mãos, dando gritinhos e risadinhas, como se estivesse fazendo a coisa mais inocente e comum. Certo que foi a Ana Paula quem lhe puxou o soutien, mas tentou, a seguir, ajudá-la a repô-lo, sendo recusada. A cena foi simplesmente ridícula e leviana.



Que depois não venha cobrar respeito dos homens da casa, todos em abstinência sexual e tendo que ser submetidos a este tipo de provocação. Se sóbria está assumindo essa conduta vulgar de mulher leviana, imagino o que fará na festa semanal, sob o efeito das bebidas alcoólicas... Nem nas 10 edições do BBB vimos tais ousadias.


A terceira façanha da morena foi trocar o shortinho, de costas para as câmeras, exibindo o cofrinho em razão de ter o micro trianglinho traseiro escorregado para baixo. Nada mais tem a Bombom para mostrar, talvez ainda venha na próxima vez, um total desnudamento dos seios à beira da piscina. Esta última exposição foi na madrugada. Talvez não tenha sido percebida pelos demais colegas, mas já circula na net e nos jornais on-line.



Não acredito que Adriana tenha mudado tanto por nada. Talvez ela esteja atravessando uma fase muito difícil de adaptação à sua nova condição de mulher separada. Sei que, por mais que o amor tenha esfriado, por mais que ambos tenham desejado a separação, é sempre doloroso o rompimento dos laços afetivos e a sensação de fracasso que se segue ao fim de um casamento.

Para a mulher a dificuldade de superar o desencanto por seus projetos de união estável da família constituída e de felicidade conjugal é bem maior que para o homem. Se o móvel da separação foi a infidelidade do marido, as coisas ficam ainda mais complicadas, pelo abalo causada na auto estima da mulher.

Não sei se este é o caso da Bombom. Se é, então posso compreender a sua necessidade de exibir seu corpão sarado, de se sentir desejada, admirada, bonita e até de provocar ciúmes do ex-companheiro. É pena... pois ela é muito linda, jovem e com muitas chances de se afirmar por outros meios bem mais edificantes e distanciados da vulgar apelação erótica, da sensualidade mal conduzida e da falta de respeito consigo mesma.



Espero que Adriana dê uma recuada, mostre-se uma excelente jogadora e, quem sabe, saia vencedora desse jogo milionário. Não torço por ela nem por ninguém, mas ainda não desisti dela nem a risquei do meu mapa. Por enquanto torço para que mude sua estratégia desastrosa, relaxe, reencontre sua harmonia interior, levante a auto estima e comece a jogar a sério.

                                                  

9 comentários :

Mariquinha disse...

Amiga, eu acho que essa separação é uma farsa.

Maite Guadagnoli disse...

É, Eva ela ta apelando e mto,como disse a Mariquinha tbm acho que essa separação é fake, mto em cima da entrada dela, acho que é pra ele não ficar com fama!

Keka disse...

Eu acho q a separação nao eh farsa e q ela deve estar abalada assim.
Talvez por isso esteja agindo como adolescente. É uma pena.

Mas vim aqui para dizer q, apesar de gostar muito do seu blog, acho q vc é um tanto quanto machista.
Segue as duas afirmações q vc fez no texto q me fizeram pensar assim:

“apenas ela, a mais velha dentre as mulheres do programa, estava agindo dessa forma.”
Entao qr dizer q só as mulheres devem tomar esse tipo de cuidado? Se vc dissesse 'apenas ela entre os participantes' tudo bem, mas dessa forma parece q por ser mulher vc tem q ter mais pudor e vergonha q um homem, pensamento beeemm velho.

“Que depois não venha cobrar respeito dos homens da casa, todos em abstinência sexual e tendo que ser submetidos a este tipo de provocação.”
Esse eu quase me rasguei qdo li. Vamos lá: TODOS estão em abstinencia sexual, certo? Se um dos rapazes mostrasse partes intimas como a Bombom, vc diria 'Que depois não venha cobrar respeito dAs MULHERES da casa, todAs em abstinência sexual e tendo que ser submetidAs a este tipo de provocação'??? Nao, né?
Acho q a ideia de o homem ser um animal incontrolável q deve ser protegido contra a nudez e, ateh, vulgaridade feminina, ao inves de aprender a controlar seus hormonios, eh o absurdo mais machista q ainda se mantem na nossa cultura. E isto deveria ser combatido, e nao reforçado num blog tao bom feito por uma mulher tao inteligente como vc.

Só um desabafo.

Beijos

Jane disse...

Eva, concordo contigo.E Keka achei legal vc desabafar , mas com muita educação.Legal mesmo.Mas não podemos mudar a biologia feminina e masculina...A testosterona é responsável pelo impulso sexual ,preservação da espécie através da "cópula" (termo mais antigo meu Deus! rsrsrsr)e este fato científico não pode ser mudado.E acho que os homens atualmente estão até bem controladinhos,viu? Mas não se mexe com o "bicho homem"...Os caras do programa estão se comportando muito bem,mas se começam a esfregar a bundinha e outras coisas na cara dels, é atiçar quem "tá quieto".
Já nós mulheres progeteronadas, temos também o impulso mas completamente diferente dos homens.
Se um homem ficar mostrando as partes intimas, nós mulheres, podemos até pensar" "Ah, meu Deus...Jesus me abana que eu queria ir com ele", mas não atacamos os caras.Então,não há porque cobrar respeito das mulheres,quanto a isto...
E , em tempo, nós não somos IGUAIS aos homens ...Somos EQUIVALENTES,isto é, temos o mesmo valor que eles, cada um em suas especificidades de sexo e gênero.
Vc não tem que concordar é claro, mas a Eva não está sendo machista,não.Mais feminina que ela, não encontrei...
bjk para vc e Eva

Eva disse...

KEKA
Li com atenção a sua censura, até entendo a sua maneira de pensar, respeito-a, mas não concordo com duas coisas: 1)que eu esteja sendo machista (meu conceito de machismo é bem diferente do seu). 2) que homens e mulheres devam ter comportamentos iguais e/ou reações iguais perante a provocação sexual. Penso exatamente com Jane (ver o comentário dela). Há muitos equívocos envolvento o conceito de FEMINISMO, a correta postura feminista e, também, o o conceito de MACHISMO. Querida, já amadureci muito o meu entendimento acerca do ser Feminista e ser feminina, portanto não penso como as pioneiras da luta feminista, nunca concordei com muitas das bandeiras que levantaram, notadamente as que diziam respeito à radical igualdade entre os dois sexos, considerando as diferenças fundamentais que os distinguem e que, por isso mesmo, fazem deles unidades tão especiais. A igualdade entre ambos não reside na área da sexualidade, como muitos pensam. A igualdade defendida é na área dos direitos e benefícios concedidos a cada um, nas iguais oportunidades de trabalho, no mesmo respeito a integridade física e moral e por aí vai...
Obrigada por expressar a sua opinião com serenidade e respeito por minha pessoa. Pessoas educadas sempre serão bem vindas e receberão toda a minha atenção.

Eva disse...

MARIQUINHA e MAITÊ

Acho que o casal e o casamento entraram em crise. Se fosse feke, ela estaria mais comedida, para não comprometer a imagem dela e a do marido. Esse comportamento destravado parece-me ser de quem está abalada com a separação. Separações mexem com a auto estima de homens e mulheres... sempre doem.

Eva disse...

JANE QUERIDA

Você disse tudo e de cátedra, pois conhece muito bem a psicologia humana e as questões de gênero. Nossa adesão à causa feminina transcende às teses feministas, mas não abre mão da valorização do feminino, do ser mulher, da defesa dos seus legítimos direitos. Só que enxergamos também os seus deveres, especialmente o de zelarem pela própria dignidade. Obrigada pela visita e pelo oportuno esclarecimento sobre as diferenças entre gêneros. Bjs.

Keka disse...

Oi Eva!
Obrigada por me responder! =)
Eu entendo sua opiniao, tb respeito-a. Sou bióloga e nao discuto a parte biológica da coisa.
Eu me refiria mais ao autocontrole.
Sempre tive amigos homens. Alias, durante muito tempo só tive amigos homens. Em geral eles eram mais sentimentais, controlados e respeitadores q muitas das meninas q eu conhecia, em alguns casos ateh mais q eu.
Sei q ainda sao uma minoria, mas tb tem q ser levar em conta q os homens sao encorajados desde pequenos, pela nossa cultura, a serem "predadores". Sensibilidade e autocontrole demais é sempre visto como atitudes femininas, sendo taxados ateh de homossexuais (um preconceito absurdo, na minha opiniao).
Eu tenho essa opiniao sobre "igualdade" (na medida do possivel) entre homens e mulheres por ter conhecido alguns vários homens sensiveis, sentimentais (chegando ao um nivel usualmente feminino), timidos, controlados e heterosexuais. Inclusive, um deles foi meu namorado.
Mas entendo os seus argumentos, infelizmente a maioria dos homens nao se comporta assim, por mais q eu ache q nao seja por incapacidade de se "controlar", mas por falta de vontade de tentar mesmo.

Beijos e parabéns pelo blog.

Eva disse...

KEKA

É tão complicada essa questão, não é mesmo? Até por causa das diferenas de temperamentos, de criação e de mentalidade de homens e mulheres... Veja: depois de tantas lutas das feministas pelos direitos das mulheres, para que sejam respeitadas e reconhecidas como igualmente capazes e inteligentes como os homens, depois de tantas conquistas e avanços, parece que tudo retrocede, que as mulheres estão voltando à condição de objetos do desejo masculino, perdendo espaços já ganhos...isto me preocupa. Queria que a Bombom e Sheila aproveitassem a oportunidade para mostrarem que são lindas e inteligentes, que jogam tão bem quanto os colegas de cuecas. Que bom seria ver as duas chegarem à final! Sheila está mandando bem. Agora quero ver Bombom mudar o jogo. Ela é ...
Obrigada por sua visita. Gostei de você, gosto de quem expõe e defende idéias. Um abração.