11 de novembro de 2009

TÁ TODO MUNDO LOUCO, OBA!






Pessoal, os valores estão todos invertidos mesmo! Os homens cada dia menos entendem o universo feminino. A verdade é que eles, por não levarem a serio as queixas e sugestões de suas parceiras no que diz respeito ao sexo, ficam como balas perdidas, correm pra todo lado e não "dão uma dentro."


Também essa coisa de a mulher ter ficado tanto tempo perdida e sustentada pelos tabus do sexo criou para ela um conceito de doidivana enlouquecida que nunca sabe o que quer.  Nos consultórios de terapia e com as amigas, se queixam e lamuriam constantemente sobre o comportamento sexual deles. Ou seja, isso importa.


Nas entrelinhas, não conseguem se expressar com clareza para o seu homem porque tem receio de serem mal interpretadas, e cobram e choram e acusam e fazem mil maluquices, mas não dizem exatamente o que querem.


Nas matérias de jornais e revistas declaram como preferência mediante pesquisas realizadas por estes veículos de comunicação que ir às compras é mais importante que transar.  É coisa de maluco. O homem não sabe mesmo pra onde atirar.


A verdade é que uma "boa pegada", para a mulher que no íntimo sabe o que quer do seu homem, vale muito mais que um carro zero, jóias, passeios no exterior, aonde os programas culturais vêm em primeiro lugar, limite do cartão de crédito liberado e coisas desse tipo.


E mais, a bem da verdade, estes são recursos que amenizam a falta do envolvimento sexual de qualidade entre os casais e que justificam a permanência em uma relação estável. Até com namorados está acontecendo estas coisas. Gente, isso é coisa de gente que já aposentou as chuteiras. Viver junto só por conveniência é golpe baixo.


Ele é bacaninha, socialmente apresentável, bom pai, responsável e coisas desse tipo. É triste dizer, mas isto vem acontecendo com freqüência. O que fazer? Dica para os dois. Em primeiro lugar serem honestos e dizerem o que está faltando de verdade e, em segundo, serem interessados no que o parceiro está sinalizando e buscar esclarecimento para melhorar a relação. Conversar sobre o problema sem acusações de uma maneira sincera e criativa ajuda bastante os casais a se reencontrarem.


Tenho visto pessoas que namoram, que são noivas, que estão juntas ou casadas mantendo relacionamentos paralelos ou traindo de qualquer maneira. Isto evidencia pra mim que as pessoas estão completamente perdidas e insatisfeitas.


Tem uma crise coletiva de insatisfação sexual por aí, e as mulheres do mundo atual estão bem mais insatisfeitas que os homens, haja vista 80% dos produtos das sex shop serem destinados a elas. O mercado sempre atende à demanda e cada dia abrem mais sex shops e assim vai. Nada contra os produtos, muito pelo contrário, sou plenamente a favor. Eles têm evitado muitas doideiras por aí!


Mas onde é que vamos parar?


As pessoas não conseguem ser felizes. Os relacionamentos estão cada dia mais fracassados, está faltando sinceridade de propósitos e de intenções. As pessoas estão se aproximando umas das outras por pura vaidade ou outros motivos do mesmo calibre. E no final é sempre a mesma coisa, o tesão que foi considerado uma grande explosão, não passou de uma fumaçinha que iludiu João e Maria e os jogou na gaiola da bruxa má chamada insatisfação.


Ninguém engordou o dedinho e nem tão pouco conseguiu voltar pra casa nesta estória e pior, muita gente saiu machucada. Vai aí mais uma dica, um trecho de um lindo poema do Tao Te king (o livro do Tao, filosofia chinesa que considera o todo como forma de ser feliz), para quem quer viver junto, com amor e prazer de verdade.


- A cada cópula do céu e da terra, atrai para ti as fontes secretas do yin e do Yang, ou, o que é o mesmo. "Quando tu e tua parceira estiverem juntos, combinai os dois fluidos sexuais e atraiam-nos para vossos corpos".


Encontrem-se, e sejam felizes!
------------------------------------------------------------


Autora: Jussara Haddad.

3 comentários :

Maite Guadagnoli disse...

Eva, a busca nem é por satisfação pessoal,por amor ou algo parecido á busca me parece ser mais pra que o ego se satisfaça, tipo que eu sou igual as estrelas, não tenho mto o que falar, pq minha vida é simples casada há 32 anos e ainda assim continuo a admirar meu homem, e enquanto isso vou levando minha vida e sendo feliz, sem procurar chifres em cabeça de cavalo, bjos

Eva disse...

Olá, Maite Guadagnoli

Obrigada por sua visita e, mais ainda, por seu comentário. Acredito que a sua filosofia na relação seja bem parecida com a que eu adotava: namorava marido, paparicava-o com palavras carinhosas, fazia-o sentir-se a pessoa mais importante do mundo, mesmo com o primeiro que era seco e fechadão. Claro, que um dia cansei de namorar sozinha. O segundo era minha alma gêmea. Aí o namoro era a dois e a relação muito feliz.

Sol Hoffmann disse...

Eva minha linda...
Tava devendo uma visita...
venho agradecer seu carinho e dedicação amiga. Obrigada por seu grande carinho comigo lá no Comentando.
beijinhus de luz!!!
Sol Hoffmann