16 de novembro de 2009

Então, mostrar o dedo só é censurável se for o de Francine?


Circula na rede uma foto de Francine fazendo um gesto que já foi considerado obsceno, mas que nos dias atuais parece ter sido resgatado pelo "bom gosto" e pelo "refinamento" das personalidades mais celebradas do momento, como comprova a foto da Ministra e candidata à Presidência da República, a elegante e sisuda Dilma Roussef, muito à vontade exibindo o dedinho. Ela pooode!


Além da ministra, também Ana Maria Braga exibe os formosos dedinhos em rede nacional, em dose dupla. Ela poooode! Ela é loura e é global!


O curioso é que não apenas o gesto é o mesmo, como até a cor vermelha dos trajes de Dilma, Ana Maria e Francine é igual.

Outra famosa celebradíssima que costuma estirar o dedinho em pleno palco é a Madona. Quem a censura? Ninguém. Madona pooooode! A dedada dela é com fundo musical, é glamourosa!

Até o ex-presidente dos EEUU costuma reverenciar seus eleitores com uma magnífica dedada. Chic, né mesmo?

Nosso Presidente também simpatiza com popular gesto...  Ninguém reparou em seu presidencial dedinho bem esticadinho... para quem sabe Deus!


O fato é que proliferam na net fotos de gente famosa fazendo o mesmo gesto que, pessoalmente eu abomino, pela vulgaridade que o caracteriza. Não estou pretendendo justificar ou aplaudir o gesto de Fran, que acredito ter sido esboçado por brincadeira, ficando a baixaria e a maldade com quem a fotografou e colocou a imagem na net.

A minha indignação é com o uso de dois pesos e duas medidas na reação frente a dedada de Fran e a de outras pessoas que deveriam ser muito mais zelosa pela própria imagem, em razão da posição que ocupam na política e na emissora global. No entanto a imagem do gesto da Fofura é a que vem sendo alvo de censuras e de críticas severas, como se ela estivesse cometendo o mais vergonhoso atentado ao pudor, como se fosse a única a mostrar o dedo.

Não entendi a razão para tanta perplexidade e do desigual julgamento. Por que o mesmo gesto é indecente e interditado apenas para Francine? Este fato me lembra a agressão dos 700 trogloditas da UNIBAN contra Geisy. Será que teriam ousado a mesma proeza, se a moça do vestido rosa fosse uma patricinha filha de algum tubarão da política ou das finanças, se fosse a Galisteu ou Sabrina? Que cada um pense e encontre a resposta justa.

                                             

Para encerrar, deixo a imagem da velhinha de vermelho  dando uma solene dedada, não sei para quem...  E vestida de vermelho... 


Postar um comentário