18 de dezembro de 2009

FRAN, "a sister do BBB9 que mais bombou!"





Foi com grande satisfação que li no EXTRA ONLINE uma matéria sobre o sucesso de Francine Piaia, muito elogiosa e enaltecedora da capacidade empreendedora da terceira colocada no BBB9, hoje, menos de um ano após ter saído do confinamento, tornou-se empresária.

A matéria é tão gratificante, para quem admira a linda ex-bbb que vou transcrevê-la na íntegra para que as pessoas que acessam o Feminina & Plural tomem conhecimento de mais esta prova de que a Fofura é mesmo a representante do BBB9, que ela carregou nos ombros, como carregou o vencedor do reality. Ela é notícia, sem precisar pagar para isto, ela chama a atenção pelo que tem de bom, de bonito e de louvável na personalidade, no caráter e na seriedade como luta para garantir seu futuro. Apesar de ter um belo corpo, não faz dele seu cartão de visitas, não permite que a beleza do seu corpo sobreponha-se à sua beleza interior, enfim: Francine não é vulgar nem exibicionista. Ela já mostrou a que veio.



Enquanto o "Big Brother Brasil 10" não começa, vamos às notícias da participante que mais se deu bem desde que a última edição do programa acabou. Não dá para negar, Francine pode até não ter levado o R$ 1 milhão da última edição do "Big Brother Brasil", mas ela é, com certeza, a sister do "BBB 9" que mais bombou. E como não é boba nem nada, ela continua colhendo os frutos de sua participação.


"Quando o casal se separou (se referindo a ela e ao Max), todo mundo questionou quem ia sobressair. E ninguém apostava em mim, afinal eu tinha ficado em terceiro lugar e ele era o grande vencedor. Mas eu consegui me manter sozinha e com as minhas coisas, com o meu trabalho. Não foi um namorado novo que me botou na mídia, foi tudo meu", gaba-se a morena, com razão.


Fran agora dá expediente como empresária. Registrou sua marca, "Fran Fofura", o nome do blog, "O mundo encantando de Fran Fofura", e até seu próprio nome, Francine Piaia. "Quando a gente é conhecido tem que ser assim, daí não tem confusão" - tá certa!



Não faltam produtos com o nome da moça: tem agenda escolar, caderno, boneca... E logo, logo, no site O Mundo Encantado de Fran Fofura, Fran vai aparecer como repórter. "A Franzinha que vai ser praticamente a dona, mas eu vou fazer reportagens para as crianças em lugares como o zoológico, museus...", conta, animada, a gaúcha. (Fonte: EXTRA. Autora: Ana Carolina de Sousa)



Poisé, Francine venceu! E o mais notável é que venceu com os próprios esforços, fez-se respeitar e, o mais importante, depois da patuscada do careteiro sem noção, ela soube levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, teve a sabedoria de dar um chega para lá na metidaça Kiwi e na turminha de ex-bbs deslumbrados com a fama relâmpago, invejosos, fúteis, mesquinhos e vulgares. Todos mais desesperados para se manterem na mídia, gastando os tubos em festinhas para se promoverem e conseguirem uma notinha de canto de página na mídia online.

Com a chegada do BBB10, esses coitados vão mesmo para o limbo, como foram os das edições anteriores. Só ficaram lembrados e prestigiados pela mídia aqueles e aquelas que realmente são carismáticos ou que sobressaíram em alguma atividade. É o caso de Juliana Alves, Grazi, Íris, Gyselle (fazendo teatro e cinema) e Flávia. Pink investiu o que ganhou em um salão de beleza e uma loja de sapatos, em Recife. Candidatou-se a vereadora pelo DEM e ficou como suplente.

Vamos ver como estarão os deslumbrados do BBB9, daqui a mais dois anos! Quem não estiver trabalhando e gastando o que ganhou em badalações, vai amargar a experiência da volta à vidinha sem holofotes, sem o interesse da mídia, o mesmo destino que tiveram a grande maioria dos ex-bbs: a terra do olvido!


Postar um comentário