25 de janeiro de 2010

Hebe: um exemplo de vida!




Assisti , hoje, à entrevista de Hebe para a Globo, realizada na residência da apresentadora, em São Paulo. É espantosa a vitalidade e a energia desta extraordinária mulher que, aos 80 anos de idade, ainda trabalha, sai, se diverte, viaja e é um exemplo de terceira idade saudável, de encantamento pela vida e de delicadeza, bom humor e alegria.

Em nenhum momento, Hebe se queixou da doença, fez lamúrias de coitadinha ou se mostrou revoltada com a dura realidade que está enfrentando. Admirável a sua forma de encarar o pesado tratamento de combate ao câncer e a conseqüente queda dos seus cabelos. Tudo isto, que deixaria qualquer mulher à beira de um ataque de desespero, ela tira de letra e até faz piada com a situação.

Vaidosa e bem cuidada, Hebe parecia uma rainha: muito bem vestida e penteada, maquiada e com seus indispensáveis badulaques. Todavia, apesar desse capricho com a aparência, ela é muito simples e sem estrelismo. Não é por acaso que é tão amada e respeitada pelos amigos, familiares e por seu imenso e fiel público.

O sonho da grande estrela Hebe Camargo, a rainha da televisão brasileira é encerrar sua carreira na Rede Globo de Televisão. Todos os seus amigos mais próximos sabem disso, Ana Maria Braga, num gesto bonito, numa espécie de retribuição, por tudo que Hebe fez por ela no começo de sua carreira, resolveu ser a fada madrinha deste sonho.

Em um jantar realizado na casa de Lucianho Huck e Angélica, em uma conversa com Otavio Florisbal, o diretor geral da Rede Globo, ficou acertada a transferência da apresentadora do SBT para a emissora da família Marinho sem traumas. E já na Globo ela teria um programa digno de uma rainha. Esse o combinado, para que Hebe pudesse viver uma fase dourada novamente na televisão.

Quando ainda estava internada no hospital, a apresentadora divulgou uma mensagem por meio da assessoria de imprensa do hospital. “Eu sempre falei que solidão não existe. Obrigada Brasil por ter me cercado de tanto, de tanto, de tanto amor”, disse, em nota.

Como não amar, admirar e tomar como exemplo esta grande dama, como não aprender a lição de otimismo, de dignidade e de força interior que ela está nos dando? Hoje, fiquei comovida, vendo-a falar na sua gravíssima doença como se falasse de uma gripe... Decididamente, Hebe nunca envelheceu, nunca envelhecerá, terá sempre abrigada em seu interior a jovem que foi em tempos já tão distanciados, e que ela jamais deixou que se fosse embora. Que Deus lhe devolva a saúde e conceda-lhe muitos anos de vida.


3 comentários :

Eva-Nat disse...

Bom dia para todas as pessoas que nos visitarem.

Jane doTDM disse...

Eva, às vezes eu acho que a Hebe ainda vai nascer....
bjks

Eva-Nat disse...

É verdade, a vitalidade de Hebe é um espanto. É uma mulher forte, parece que tem um viga  de aço que não deixa desmoronar.  Grande Hebe.