12 de fevereiro de 2010

Que mulheres são essas?




Que mulheres são essas que o Bones selecionou para a edição, que deveria ser a mais refinada e de melhor qualidade, em todos os sentidos, por se tratar da edição comemorativa dos 10 anos do programa?  De onde ele desencavou tipos tão vulgares e medíocres? É possível que em milhares de inscritas,  essas eram a nata da nata?  Então imagino o que seriam as que foram rejeitadas.

                   Serginho cavalga Maroca e se esfrega em Lia e dá amassos nos peitos da baiana.
Nem a Doutora Elenita, uma mulher culta, professora e escritora escapa do comportamento ordinário que nivela todas no mesmo patamar da vulgaridade típica de mulheres de baixo estrato social, que armam barracos na rua, recheados de palavrões e expressões chulas, impensáveis e inadmissíveis em pessoas de boa educação, que se respeitam e se comportam com a devida dignidade. Aliás, também Maroca e Lia são barraqueiras  da pior espécie.

Que mulheres são essas que só sabem conversar sobre sexo, não de uma forma séria e educativa, mas em linguagem debochada tanto no expressão gestual, quanto na verbal. Isto é apelação ordinária, é baixaria  bordelesca ou de boteco de periferia.  A mais ousada foi Tessália:  depois de esfregar-se em Serginho e de permitir que este tomasse as liberdades que  quis com ela, como mostra a foto abaixo,  escolheu Michell para fazer sexo oral sob as cobertas. Sem ele, confessou que ficaria com Angélica, numa boa!


O que me deixa perplexa é o despudor como, desnecessariamente,  fazem questão de revelar coisas muito íntimas que só deveriam interessar a elas. Das nove mulheres que entraram no programa, apenas Joseane, Marcela e Fernanda não revelaram ter tido experiências sexuais com outras mulheres. As demais, que se dizem heterossexuais, já se pegaram com mulheres e falam em suas aventuras com a maior naturalidade, a meu ver, por puro exibicionismo ou para fazer média com a comunidade gay.

Tessália, depois que saiu da casa, declarou que todas as mulheres da casa, depois de uns copos, são capazes de se beijarem, acrescentando que ela mesma, se não tivesse se interessado por Michel, teria ficado com Angélica.

Maroca, Lia  e  Cacau também revelaram que já haviam beijado mulheres, num dos jogos da verdade, nos quais as baixarias que falaram todos os participantes foram as mais sórdidas e depravadas.  Na manhã de ontem, Maroca convidou Lia para um beijo na boca, para que visse como  é bom.

Lia, ontem à tarde, na piscina, disse que já teve curiosidade de ficar com mulheres, mas que, nem por isso, se considera lésbica.  Elenita  já  disse e repetiu que  ficou com mulheres, inclusive teve um caso  com uma durante dois anos, com a qual dividia o apartamento e a cama. A doutora explicou que  “estava muito desiludida com homens e quis saber qual era” . Elenita conta que tem um tio gay e que o ama muito. “Mesmo antes de ter beijado mulher, meu pai tava falando bem preconceituosamente. Aí um dia eu disse: ‘não sei porque você tá com tanto preconceito porque sua filha é lésbica'.... No fim do relato, absurdamente, diz que se considera heterossexual. É um disparate a cabeça dessa mulher:  ficou com várias mulheres, morou com outra e acha que não é lésbica, nem bissexual!  É de pasmar ! Abaixo a cena da encoxada de Morango em Cacau!
.
Elas não tem outro assunto que não seja sexo, preferencialmente relacionado ao tema homossexualidade, notadamente, quando Dourado está por perto. Claro que com a intenção de provocá-lo.  É nojenta demais a forma como elas se expressam.

Bando de fúteis, vazias, parecem gatas no cio. Como não podem “fazer” ficam falando obsessivamente em sexo. O fato de preferirem começar o assunto, quando Dourado está presente, deixa-me desconfiada de que estão todas com um tesão desesperado no Moicano, o objeto inacessível do desejo delas, solteiro, bonito e saradão.

É essa bagaça que Boninho chama, cheio de orgulho, de diversidade do BBB10? Se a maioria das mulheres parecem saídas da mesma forma: piriguetes, lésbicas ou bi-sexuais, se os homens, com exceção de Eliézer e Michell que namoram, são todos indiferentes em relação às inapetecíveis mulheres da casa (e com toda razão!), então gostaria de saber onde está a tal diversidade.  

Seria mais  adequado que se chamasse o BBB do GLST, o BBB dos coloridos, já que eles/elas são a maioria. E mais, as mulheres, com exceção de Angélica, são intolerantes com quem ousa não  aplaudir as frescuras das duas bibas tresloucadas e as suas próprias ambiguidades sexuais. Dourado  que o diga! Fico revoltada, quando o vejo pedindo desculpas à bibinha chiliquenta, revoltadinha porque o Moicano não gostou das conversas porcas que  ele, Sergio,  falava na mesa do almoço. Claro que o assunto era o mesmo de sempre: sexo homo.

Até a seleção dos gays foi um fiasco, ambos são caricatas e típicas bichas que sustentam o anedotário sobre gays. Só escapa Angélica, essa é uma flor de formosura, de meiguice, de graça feminina, sempre discreta, cheia de classe e dignidade. Sou fã da Morango!

Eu, que nunca fui preconceituosa, se continuar a ver as sandices de Dicésar, as desmunhecagens, a afetação feminil, os trejeitos e a fala afetada de Serginho, corro o risco de converter-me à homofobia.  Tenho muitos amigos homossexuais e, eles mesmos, abominam esses dois e a presença de ambos no programa.  Gostam de Angélica e a elogiam muito.


Dicésar e Serginho, se despiram na piscina,  na tarde de ontem. Desta vez não foi Maroca quem arrancou a sunga do Biba, como da vez anterior. Inclusive, Serginho, se despe, fica nu na borda da piscina, sem problemas. Ao contrário, a edição exibiu as cenas de nudismo como se fosse a coisa mais decente e natural.  Kadu, mostra o traseiro numa boa (???)


Abaixo, fotos de Fernandinha se deixando agarrar por Maroca, levando beijos  da piriguete, depois a mesma menininha pura e bonitinha abraça Serginho pelado.

Não se admirem se todos resolverem ficar pelados na piscina e  se nas festas começar a rolar suruba entre as pudicas damas, gays, Bi-sexuais e simpatizantes.  Tudo sob o olhar complacente de Boninho e Bial.  Como disse o apresentador ontem: Maroca é a alegria do proletariado, a festa dos operários da construção civil. E ela vibrou, achando um  elogio glorioso, Só faltou ter um orgasmo , quando o adolescente deslumbrado Bial a chamou de gostosa!!!

Agora a pergunta que não quer calar: O lesbianismo é uma forma legítima de amor?... A resposta que eu dou é afirmativa. É legítima sim! Tanto quanto  é legitimo o homossexualismo masculino. O que é condenável  é o  comportamento debochado de mulheres que se dizem heterosexuais, gostam de homem, têm namorados e  "ficam" com mulheres  por motivos que escapam à minha compreensão.  A homossexualidade caracteriza-se pela  atração sexual que a pessoa sente por outra do mesmo sexo  e o desinteresse absoluto pelo sexo oposto. Portanto, não acredito em bi-sexualidade nem em mulheres, nem em homens!

Não acredito que uma pessoa heterosexual  se interesse ou sinta tesão por pessoas do mesmo sexo, mas acredito em depravação, em perversão,  em  desvios de comportamento por puro gosto pela promiscuidade,  pelo prazer da  devassidão e da libertinagem. Tenho respeito e compreensão pelos homossexuais de ambos os sexos. Mas tenho tolerância zero  para  quem  se rotula ou se comporta  como bi-sexual, para encobrir  suas taras e vícios, tentando dar uma feição de normalidade  para suas perversões. 

Quanto a Serginho, umas boas sessões com um psicanalista  poderiam levá-lo a se assumir como um homossexual sério, livrando-se da postura de bicha louca e afetada que adotou.  Angélica exemplifica muito bem a homossexual que se respeita e contribui para a  eliminação da imagem caricata, masculinizada de lésbicas equivocadas, que assumem  a aparência de homens, resultando em uma figura grotesca e  aflitivamente ridículas.  Os homossexuais e as Lésbicas não deixam de ser homens e mulheres e como tal devem se comportar. A orientação sexual homo não supõe  a imitação absurda do sexo oposto.  Isto é coisa de bicha, é viadagem , é exibicionismo.

                            VOCÊS CONCORDAM OU NÃO COM O MEU PONTO DE VISTA?

9 comentários :

vanny marques disse...

Eva, bom dia! Eu também estou enojada com esse BBB10. Lá estão doze pessoas fora da normalidade do viver... ou seja, trabalhar e conviver com respeito e dignidade e amar com harmonia e serenidade. Tá ruim demais.

Eva-Nat disse...

VANNY
É impressionante o que estamos vendo acontecer, em termos morais. A pregação e defesa da homossexualidade feita pelos gays seria , de certa forma, justificável, desde que não chegassem aos exageros das duas bibas. Mas a  defesa da homossexualidade feminina pelas mulheres, reforçada por suas próprias façanhas com outras mulheres é de arripiar. Imagine o efeito desse tipo de propaganda na cabeça das mocinhas.  A que mais me enoja é a Doutora depravada. Parecem mulheres que saíram de um bordel  de quinta categoria. É uma vergonha!

Sânzia disse...

Eva muito boa tarde! Dizer que gosto de seus posts seria 'chover no molhado'. Você tem uma facilidade de colocar as questões, sem tomar partido, como elas realmente se apresentam aos olhos de quem está acostumado ao BBB. Infelizmente ficamos a mercê das edições que não mostram para quem só vê TV aberta as reais intenções do que fala e/ou se faz lá dentro.
É o 10 e deveríamos estar acostumados com isso, mas quem se acostuma com o que é ruim? E esse realmente superou as outras edições nas  infelizes escolhas que sempre foram feitas. Que lástima!!
Respondendo, enfim, a sua pergunta, concordo com tudo que você disse, é dessa mesma forma que vejo essas pessoas no jogo.
Parabéns pelo post!
Beijão.

Renata disse...

Eva, boa tarde!
Primeira vez que comento em seu blog, mas sempre entro para ler seus posts.
Eu concordo em partes com o que vc disse.
Abomino essa puatria (desculpe a palavra chula, mas não encontrei outra para descrever) que está rolando na casa. Tenho a impressão que uma das perguntas que os participantes tiveram que responder antes de entrar na casa é se já tinha ficado com pessoas do mesmo sexo. Pq nunca vi igual!! Olhando assim parece que é suuuper normal amigas se beijarem, homens se agarrarem, entre outras coisas que tem rolado por lá... Fico abismada!! Acho que eles estão banalizando o movimento gay, pois eu não preciso beijar mulher ou me atracar com uma só para demonstrar que eu respeito os homossexuais. Tenho amigos gays, parentes lésbicas e acho que eles concordarão comigo que demonstrar respeito não é se expor a esse nível.
A única coisa que discordo de vc é quando aos bissexuais. Eu acredito, sim que possa haver pessoas que realmente goste dos dois sexos. Não acho que isso seja promiscuidade ou qualquer coisa do tipo. Bom, sei lá! É apenas a minha opinião.

Ah, parabéns pelo blog! ^^

Jane da Cunha disse...

O que tenho para dizer é que me nego assistir essa baixaria,estou acompanhando pelos blogs e pelos comentários que a galera vai relatando vou me enterando da situação,e vou continuar a torcer pelo Dourado porque como já disse para mim foi uma das injustiças do bbb e se depender de meus votos êle ganha mas assistir essa lixaria mas não vou mesmo nem por êle.

Eva-Nat disse...

SÂNZIA

Realmente as edições manipulam a verdade, com cortes nos diálogos, e, muitos casos  mostrando o contrário do que ouvimos. Se mostrassem o que aprontam Serginho e Dicésar, eles sairiam no primeiro paredão que fossem.  Serginho não tem nada de inocente e ingênuo: ele sabe ser cruel, arrogante, pernóstico e como sabe ser mentiroso quando o interessa puxar o tapete do outro.  Mas a Tv aberta mostra as melhores partes.  Obrigada pela visita e pelo comentário

Eva-Nat disse...

RENATA

Tenho realmente dificuldade em compreender a bisexualidade  em um contexto de normalidade.  Conheço gays que se casaram por sentirem vontade de ter filho, mas não aguentaram  a vida conjugal, separaram-se das mulheres logo que tiveram filho. São excelentes pais, mas todos têm um companheiro fixo e vivem juntos.  Outros dois casaram-se muito novos achando que poderiam deixar de lado a homosexualidade.  Os casamentos duraram pouco, sofreram o diabo  até resolverem se separar.
É um tema muito complexo mesmo.  Mas não voltaria as costas para um amigo que fosse  apreciador dos dois sexos.  Posso não compreender, aceitar, mas o respeito pelo o ser humano que há neles, não me deixaria rejeitá-los.

Eva-Nat disse...

Jane

Muitas pessoas estão deixando de ver até as edições.  Bial está sendo muito criticado pela postura deselegante e maliciosa que vem adotando.  Eu mesma fico perplexa com as inconveniências que ele diz.  Para mim, se não fosse a presença de Dourado, não adiantaria continuar a ver esse lixo televisivo.

Jane da Cunha disse...

Olá!Eva continuo te visitando e lendo tudo que escreves,adoro teus posts,e é vindo aqui que estou me informando sobre o que está acontecedo sobre o bordel bbb vou cotinuar votando para o Dourado ficar e so sair como o vencedor dessa coisa ,um abraço adoro o coraçãozinho com o brilhantinho direcionando o mouse,obrigada.