13 de maio de 2016

A sofrência sem remédio de Ex-BBBs esquecidas!


Nesta quinta-feira, dia 12, estreou a segunda temporada do Tá No Ar, o programa de humor comandado por Marcelo Adnet e Marcius Melhem. O humorístico manteve o que deu certo no ano passado e acrescentou novidades. E um dos quadros que mais chamou a atenção foi um em que os humoristas detonam sem dó os ex-BBBs. A turma que já esteve no reality foi mostrada com uma mistura de mendigos com zumbis ou algo entre essas duas coisas. 
Os ex-brothers, representados por atores, surgiram todos com roupas rasgadas, sujos e procurando um restinho de fama de qualquer jeito. O desespero era grande. Essa verdade deve ter cutucado o ego inflado, especialmente da ala feminina do reality global, com especial relevo para as que fazem de tudo para não caírem de vez na vala do esquecimento e, assim, perderem o único emprego que tem em suas vazias vidinhas: o de ex-bbbs, catadores de presencinhas vip até em festinhas do interior mais atrasadinho, programinhas de auditório em emissoras do terceiro escalão, eventos em feiras e festinhas populares, num esforço penoso para faturarem um dimdimzinho que as mantenham, sem precisarem buscar um trabalho sério e digno. 
É divertido ver que até mesmo a Globo, que exibe o BBB, também faz piada em cima da cultura do BBB que se instalou desde o início do programa. É uma auto-ironia engraçada e curiosa de se ver. Eu adoro as gozações, a retratação do ridículo dessas figuras sem noção, apegadas a uma famazinha tão pobrinha!
Aliás, o retorno do Tá No Ar mostra que Adnet e Melhem continuam em grande forma e o programa mantém seu nível de diversão. Ponto para a dupla.
Fani Pacheco, Anamara, Nathalia Caçassola e Priscila Píres, são as mais fissuradas no passado bbzistico. Quando estava em lua-de-mel com a Globo, Fani Pacheco era uma das ex-BBB queridinhas da produção. Uma das protagonistas da sétima edição do reality, onde inaugurou a era da devassidão debochada no programa, com espetáculos de bebedeiras, sexo e outros comportamentos lastimáveis. Ela tentou aparecer em diversas edições e conseguiu retornar ao confinamento no BBB 13, gorda, decadente, emocionalmente desequilibrada e barraqueira. Claro que foi defenestrada no primeiro paredão que enfrentou. Saiu compreendo briga com Boninho, culpando-o pelo seu fracasso, por ter-lhe negado os remédios controlados que a mantém tolerável no convívio. Como temia cair no ostracismo junto a produção do programa, abafou a ira e continuou na bajulação com os fortes globais.
Agora que a lua de mel acabou, que a relação azedou, a delirante criatura anunciou que vai processar a Globo. Pois é, a mais querida representante de Nova Iguaçu anda se esgoelando, botando a boca no mundo, inclusive em outras emissoras. Claro que numa tentativa de aparecer, de sair do esquecimento em que inevitavelmente caiu, considerando as muitíssimas jovens bonitas que a sucederam, bem como o pouco interesse que o programa vem despertando na midia. Só que as pobres meninas não conseguem cair na real.
Ontem, por exemplo, ela contou no 'Superpop' que, como muita gente já desconfiava, a produção passa informações externas para os confinados — a ideia é que os participantes não saibam NADA sobre seu desempenho nem sobre o que acontece fora da casa. Sempre desconfiávamos de que os espelhos da casa tinham voz, eram falantes e davam dicas para as queridinhas da produção. 
"Existiam coisas que nem sei se eu podia contar, porque esqueci de perguntar para o meu advogado, mas vou falar (pera aí, essa moça é advogada, não conhece as leis?). Existem coisas que acontecem nos bastidores, pelo menos comigo, que te incentivam a continuar no programa. Tipo você estar no espelho se olhando e alguém lá atrás se comunicar com você. Contar que você está indo muito bem. Falar: 'Continua aí, que o povo te ama. Isso não está no regulamento." Vixe! A voz do espelho ainda por cima era mentirosa: a mulher teve uma trajetória triste no BBB13, pior do que já fora no BBB7. 

A ex-BBB no 'Superpop': ela diz que decidiu processar a Globo ao ver o sofrimento de Ana Paula Renault. Que sofrimento? Ó, Pai! A mulher endoidou de vez! Ana Paula saiu da casa, direto para a fama, ganhou um quadro no programa vespertino Video Show. Oportunidade que Fanni nunca teve, nem poderia... Afinal, ela não chega a amarrar as botinhas da protagonista do BBB16.
Fani diz que a interferência aconteceu no BBB 13 e que isso chamou sua atenção porque nada parecido havia ocorrido na primeira vez que participou do programa. Claro, baby! Os espelhos se tornaram falantes a partir do BBB9, dando recadinhos para a queridinha de Bial e Bonis, Priscila Pires, a que mandou colocar um piercing na xoxota com as letras BBB, ou seja: Bial, Boninho e Brasil; a que enviou uma calcinha de oncinha para Bial, em seu aniversário, muito bem celebrada e cheirada ao vivo e a cores na edição.
Perguntada se processaria a emissora caso tivesse vencido o programa, Fani disse que sim. "Estava muito pau da vida quando saí. Desenvolvi Síndrome do Pânico e fobia social. Que é que é isso, Fanni? Estava pau porque é uma arrogante, se acha a oitava maravilha do mundo e não enxerga nada além do próprio umbigo. Fobia social? Que piada! Menos, Fanny, muito menos. Quem sabe se arranjasse um trabalho, as coisas melhorariam... Ser Ex-BBB não está dando ibope, fia! O tempo em que participantes de realities faziam um sucesso incrível, já se foi. 
A vencedora do BBB16, uma linda mocinha pouco é noticiada, embora viva a ilusão de que vai ser atriz de novelas e cinema, está gastando os tubos para manter uma equipe de cinco profissionais para fazer o milagre de transformá-la em uma Grazzi Massafera! É muito novinha e teimosa... Pode dar com os burros n´água e ficar sem os milhões, gastos com tais fantasias.

Nenhum comentário :