3 de maio de 2014

Mudanças nos papéis que vivemos na vida



Cada vez que a vida nos propõe um novo papel ou uma nova função, precisamos buscar referências para este desafio. Para desempenhar uma atividade pela primeira vez deve-se ter uma referência de fora, emprestar de outros o modelo. Assim como um ator, que, para interpretar um novo personagem, precisa fazer uma pesquisa sobre ele, nós, na vida real, também precisamos.

Essa busca por referências pode começar na família, incluir informações obtidas na literatura, nos filmes, com heróis históricos ou personalidades da atualidade. Quando lemos sobre heróis ou personalidades famosas, aprendemos novos comportamentos, e podemos prestar atenção às atitudes que dizem respeito à nossa própria fase de vida.

A grande dificuldade está em encontrar, no mundo atual, personalidades e heróis que sirvam de modelo. Muitas vezes, os pais viveram em épocas e lugares tão diferentes dos filhos, ou tiveram uma vida financeira díspar da que eles próprios ofereceram a seus filhos, que fica difícil ter, na família, uma referência.

Onde encontrar nossas referências?

A velocidade com que o mundo muda e os questionamentos sobre os valores atuais também podem gerar dificuldades na busca por modelos. Já não é possível ser pai ou mãe da mesma forma que nossos avós foram, por exemplo. A vida não ocorre mais tão perto de casa, as distâncias físicas aumentaram, crianças passam o dia todo na escola, as mães trabalhando período integral fora de casa. Como educar as crianças sem culpa? É para isso que precisamos pesquisar novas referências. 

É preciso se educar para cada novo papel que desempenhamos na vida. Não podemos acreditar que estamos automaticamente prontos para enfrentar situações novas, sem qualquer preparo. E se o mundo carece de bons modelos reais, a literatura, a internet, os filmes oferecem muitas alternativas.

Sem referências estamos perdidos! Sem um mapa não achamos o caminho facilmente. Sem ajuda de códigos nos sentimos atônitos em territórios desconhecidos. Para desempenharmos novos papéis na vida também precisamos de inspirações para termos alternativas de um desempenho tranquilo.

Vivian Schindler Behar - psicóloga. Atualmente trabalha no CESAME - Centro de Saúde Mental Moreno e Cordás. 


Nenhum comentário :