16 de setembro de 2012

Cláudia Ohana, a grande estrela da Dança dos Artistas



 Pouco me importa a discutível vitória do atorzinho novato da Globo na finalíssima da Dança dos Artistas sobre a verdadeira estrela do programa: Cláudia Ohana, porque não me convenceu a pontuação que a produção deu dos votos do público e do auditório. É muito fácil manipular esses dois grupos de votantes, especialmente por uma emissora que não adora auditoria e é habilíssima no quesito manipulação a favor de quem eles desejam ver como vencedor. A Dança dos Artistas reza pela mesma cartilha do Big Brother Brasil. Tratam o público votante e os participantes com desrespeito e injustiça.
Adulterar os votos do júri técnico é mais difícil, porque é dado ao vivo,  os votos do júri artístico é aquilo que sempre foi: nota 10 para todos, muita bajulação e justificativas repetitivas, pedantes, piegas e vazias. Mas os votos pela internet e pelo telefone, bem como os votos do auditório são um campo aberto para a enganação.
Quem acompanhou a trajetória de Claudia na competição conhece a superioridade se sua performance sobre a do casalzinho rival, especialmente hoje. Cláudia brilhou, foi maravilhosa em todos os quesitos do Tango e do Samba de Gafieira. Com notas mais altas e elogios escancarados dos dois júris, espantosamente não conseguiu ultrapassar a diferença de 1 ponto que tinha na soma dos seus votos acumulados. Ela com 37.1 e o casalzinho apadrinhado com 37,0 pontos.
E onde foi a marcante diferença? Nos votos do auditório e do público que apareceram com resultados mais baixos. No final, foi tudo muito aligeirado e lá se foi para o espaço a vitória que parecia ser de Cláudia.
Tal decepção, após de ter suportado, com o estômago revirado, o festival de grossura, indelicadezas, perguntas idiotas e repetitivas do apresentador sem noção do quanto é ridículo e chatérrimo, é revoltante.  Não bastasse sua vocação para a palhaçada sem graça, o insosso Faustão ainda dá-se ao desplante de interromper estupidamente o discurso dos jurados, pessoas dignas de toda a consideração, para pronunciar um amontoado de asneiras, muitas delas humilhantes para os câmeras que são sujeitos às suas inconveniências e insinuações de duplo sentido!
Abomino o Programa de Faustão. Só vejo a Dança dos Artistas. Punto e basta. 
Com exceção do programa do Gugu (uma reles imitação do que faz Luciano Hulk, no Caldeirão, e da Escolinha do Professor Raimundo (do saudoso Chico Anísio), no Domingo prefiro ver o que mostram na Record. Da Globo, só gosto das novelas e dos programa de Fátima Bernardes, Angélica e o Caldeirão do simpático e espontâneo Luciano. O resto é resto, são parte de uma programação que é um verdadeiro "espanta Jesus" de tão ruim, pobre em criatividade ou caduca.  Quem ainda agüenta ver Xuxa falando como uma criancinha, vestindo-se e comportando-se como uma adolescente, com a idade que tem: quase 50 anos?  E a aposentável Ana Maria Braga (Deus me acuda!) com aquele papagaio babaca, já encheu! Isto sem falar no programeto de Bial - Na Moral - já encerrado, em boa hora...  E por aí vai... O Jornalista vai se dedicar à curtição da preparação do cabarelesco Big Brother Brasil, deliciando-se, antecipadamente, com a perspectiva de muita babação com a Piranhetes que serão selecionadas para o pornô reality da emissora...  Fazer o quê?  O homem tem o direito de fingir que é um rapazinho formoso e empolgado com os mulherões do programa, apreciáveis através dos espelhos falantes da casa... Hehehehehe...



Um comentário :

Giovana Aguiar disse...

Olá Eva,
Fiquei muito feliz com sua visita.
Adorei seu blog e as diversidades dele.
Estarei retornando mais vezes.
Beijo grande,
Giovana